Como planejar sua renda para comprar um terreno

A compra de terreno em loteamento ainda é um investimento muito lucrativo, mesmo em tempos de crise financeira.

Investimento e compra de terreno em loteamentos

Foto: Eu Quero Investir / Reprodução

A valorização do terreno com o passar do tempo e a estrutura repleta de segurança que um loteamento oferece são os principais fatores para que as pessoas o procurem.

Porém, muita gente acaba agindo por impulso e faz a compra de terreno sem planejamento financeiro prévio. Isso é fundamental para que haja mais chances de rentabilidade. Por esse motivo, listamos algumas dicas que facilitarão sua organização financeira e fará a compra de terreno seja ainda mais lucrativa. Confira!

 

DEFINA O QUE É ESSENCIAL

Costumamos comprar coisas ou utilizar serviços supérfluos como se fosse realmente necessário. Porém, alguns itens dessa sua lista podem fazer com que o orçamento não bata no fim do mês. Por isso, liste todas as suas dívidas fixas e pese na balança o que realmente vai lhe fazer falta. Este é o primeiro passo para organizar sua vida financeira. Além disso, você pode aplicar esse dinheiro em uma poupança para dar entrada no seu terreno.

 

ORGANIZE SEU ORÇAMENTO

Defina tetos para cada categoria de gastos fixos em porcentagem. Isso vai lhe ajudar a não sair da linha. Além disso, irá lhe dará maior controle do quanto é preciso gastar em cada item do seu orçamento. Por exemplo: gastos com serviços essenciais como aluguel, contas de água e energia elétrica, por exemplo, devem comprometer 30% da sua renda.

Lembrando que isso varia de acordo com sua renda e que certos gastos são variáveis, então vale se conscientizar na hora de utilizá-los. Economistas afirmam que o ideal é poupar 10% de sua renda. Parece pouco, mas certamente fará diferença ao passar do tempo.

 

CONHEÇA AS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO DO TERRENO

Depois de organizar seu orçamento, avalie como será melhor comprar o terreno. O financiamento sempre é um modo viável de comprá-lo, mas também é possível juntar algumas economias e dar parte do valor à vista. Fazer isso irá diminuir a quantidade e o valor das prestações, mas é preciso saber se realmente dá pra optar por esse tipo de pagamento.

Porém, antes de optar por qualquer tipo de pagamento, atente-se ao valor a ser pago na entrada e as taxas de juros. Além disso, não se esqueça de outros pagamentos pertinentes à compra do terreno. INCC, IPG-M, IPTU e manutenção de condomínio são alguns deles. Essas taxas, aliás, serão bem mais baratas que em casas ou apartamentos, por exemplo.

 

Curtiu nossas dicas? Então continue acompanhando nosso blog e fique por dentro de mais conteúdos como este. Aproveite para conhecer o AltaVistta, o loteamento com melhor custo-benefício da Barra de São Miguel.