fbpx

Cronograma de obras: dicas para acompanhar e não extrapolar prazos

Toda obra, por menor que seja, envolve um detalhado processo que precisa ser analisado com calma e atenção. Mesmo em projetos onde se pode contar com o auxílio de profissionais da arquitetura ou engenharia, é importante estar ciente das etapas que irão acontecer. Logo, é fundamental ter conhecimento dos processos de um cronograma de obras.

Assim como em qualquer outro planejamento, entender sobre etapas e prazos, além do orçamento que será investido, é de suma importância. Por isso, neste post te ensinaremos como montar o seu cronograma de obras, analisando parte por parte do processo e como mensurar os resultados no final. Confira abaixo! 

cronograma de obras

Foto: Reprodução

Defina o seu objetivo 

É a partir do projeto da obra que serão definidas as tarefas, o orçamento necessário e o prazo de conclusão de cada etapa. Logo, todos esses fatores irão variar segundo o projeto, seja ele a construção de uma casa, uma reforma completa e uma simples adaptação de espaço.

Nesse momento, é importante ter em mão a planta do projeto, para o planejamento ser feito de acordo com a área de cada ambiente. No entanto, caso não seja possível ter a planta, é preciso medir o ambiente para direcionar a obra. 

Mapeie as demandas

Definido o objetivo, agora é a hora de analisar o que precisa ser feito para realizá-lo. No caso da construção de uma casa, por ser um projeto maior, existirão mais demandas. Preparação do terreno, alicerces, alvenaria, telhado, instalações, acabamento e pintura são algumas delas.

Dentro de cada uma dessas etapas, haverão peculiaridades que também são importantes para o controle da obra. Logo, de forma alguma devem passar batidas. Afinal, cada detalhe pode interferir não só no prazo como também no orçamento da obra. 

Crie uma base de segurança 

Lidar com prazos e orçamento implica em uma série de fatores que podem ou não estar ao seu alcance. Então, como se preparar para isso? É simples: criando uma base de segurança! Nela você deve considerar boa parte dos pontos que podem interferir o cronograma de obras. Por exemplo: mais trabalhadores farão demandas maiores em menos tempo, diferente de uma equipe reduzida, que manterá um ritmo menor de produção.

Outra boa dica é considerar alguns dias de acréscimo além da média de prazo da obra. Isso dá margem para solucionar imprevistos sem perder a data de entrega. Ademais, ter uma boa reserva financeira te ajudará a driblar vários imprevistos. Logo, guarde ao menos 5% do valor total da obra para isto. Aliado a um bom cronograma de obras, essa prática evitará muitas dores de cabeça.

 

Agora vai ser muito mais fácil tirar seus projetos do papel, não é mesmo? Neste post você conferiu orientações valiosas para controlar um cronograma de obras. Não deixe de acompanhar outras dicas e novidades como essa em nosso blog